quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

A Rede Social


Direção: David Fincher
Elenco: Jesse Eisenberg, Andrew Garfield, Justin Timberlake, Joseph Mazzello

          Depois de fazer um bom papel em "Zumbilândia", Jesse Eisenberg (que vai concorrer ao Globo de Ouro de Melhor Ator), pode ter chegado ao seu auge em "A Rede Social". Ele que tem cara de jovem, mas que está com seus 27 anos, tem tudo para ser visto de uma forma diferente no mundo do cinema e fazer ainda mais sucesso depois desse belo trabalho.
          Desta vez, Jesse faz o papel de criador e fundador do mais famoso site de relacionamento do mundo, o Facebook. Na verdade, todos os principais atores fazem um ótimo trabalho. 
          O filme é uma história real e que começa com Mark Zuckerberg (Jesse Eisenberg) conversando com a namorada, mas em um ritmo que faz as legendas passarem tão rápido, que você não consegue olhar para a tela por uns 5 minutos, só para as palavras. Nesse falatório todo, os dois acabam terminando. Só que essa foi a única cena que não ocorre na vida real de Mark. Eu vi uma entrevista que ele diz que não termina com a namorada, pelo contrário, ela entende e aceita essa nova ideia dele.
          Como se pode ver no trailer abaixo, o filme todo se passa, basicamente, em torno do contexto de: como o Facebook foi criado; as ideias de Mark Zuckerberg; o crescimento do website até chegar na marca de 1 milhão de usuários; os processos na justiça que Mark sofre; além da legião de amigos e inimigos que adquiri na mesma velocidade em que seu site se torna mais famoso. 
          A história de como o Facebook foi criado é interessante, mas chega a ter muitos diálogos, o que o torna cansativo. Não é um filme que faça encher os olhos, mas apenas, digno de atenção.
          "A Rede Social" teve 6 indicações ao Globo de Ouro, nas seguintes categorias: Melhor Filme (drama), Melhor Diretor, Melhor Roteiro, Melhor Trilha Sonora, Melhor Ator Coadjuvante (Andrew Garfield), além do Melhor Ator (Jesse Eisenberg). Quer ver todos os indicados? Clique aqui.

Nota: 6.0

3 comentários:

Ricardo Morgan disse...

Onde que eu assino? hehe Concordo com o seu texto. Não vi nada demais no filme e está longe de ser uma obra prima, porém é um trabalho seguro e que merece certa atenção. A edição é meio cansativa as vezes, mas isso não estraga sua idéia. Um abraço!

Cristiano Contreiras disse...

Acho um bom filme, a trama instiga e os atores estão afiados, mas acho que não é tão obra prima como todo mundo diz. O tom verborrágico do roteiro cansa, as vezes.


abraço

Salette disse...

Só um detalhe: 27 anos ainda se é jovem, meu caro!
Bj